Artigo: Revista Icon sobre Hero Fiennes Tiffin

Numa tarde de março deste ano, fui à Feltrinelli localizada na Rua Appia em Roma e percebi que a livraria estava cheia de meninas. Tinha um silêncio estranho, o ar vibrando com antecipação. Tentei entender o que estava acontecendo na parte de trás, em direção à área elevada, onde as apresentações geralmente são realizadas. Havia uma mesa coberta com um pano vermelho e nas laterais dois cartões com letras brancas em caligrafia cursiva. A um certo ponto, na parte de trás da livraria, um garoto alto é exposto. Ele usava uma gola alta preta, uma jaqueta de couro e andava fluidamente, quase escorregando na onda de aplausos e gritos que o cumprimentavam. Era Hero Fiennes Tiffin, estrela inglesa de 21 anos de After, em uma turnê promocional para o primeiro filme adaptado da série de livros da americana Anna Todd, que nasceu no Wattpad como fanfiction dedicada a Harry Styles.

Em After, Fiennes Tiffin empresta seus belos modos ingleses – olhos claros, sobrancelhas espessas, nariz reto e boca grande, ao personagem enigmático de um garoto que seduz uma garota ingênua, a lê Emily Bronte, permite que ela descubra sexo e depois se apaixona. O esquema é o mesmo que Crepúsculo e Cinquenta tons de cinza, mas Fiennes Tiffin tem uma naturalidade reticente que o torna único. Em uma entrevista no youtube junto com a atriz Josephine Langford, ela cita sua carreira de modelo: “Você desfilou para a Dolce & Gabbana em Milão” diz ela. Ele responde: “Certo, então eu me virei e voltei.”

Pode parecer normal para ele, porque ele cresceu em uma família de artistas. A mãe é a diretora Martha Fiennes, os tios são os atores Ralph e Joseph Fiennes; Aos 11 anos, Fiennes Tiffin teve o primeiro papel no cinema em “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, no papel do jovem Tom Riddle e do futuro Lord Voldemort (interpretado por Ralph Fiennes, mas Hero teve que passar por uma audição com outros milhares de jovens atores). Nas cenas em que ele aparece, ele tem uma expressão fria que é realmente assustadora. Sua página da Instagram, que hoje possui 3,4 milhões de seguidores, mostra uma imagem completamente diferente: Fiennes Tiffin parece um garoto de 21 anos, como muitos outros que vão a festas e escutam trap. Ele anda com amigos em camisetas e bonés de beisebol, participa de campanhas publicitárias e capas de revistas (isso não é para todos, mas ele trabalha para a agência Storm Models), fotografa seu cachorro, um pitbull de aparência inofensiva chamado Diesel, entre os lençóis da sua cama. Publica uma foto de sua mãe e deseja-lhe um feliz aniversário. Em alguns vídeos enviados pelos fãs, ele é calmo e paciente, ele posa para as fotos, agradece, os abraça e depois sai.

Antes de After, Fiennes Tiffin havia participado de séries como The Tunnel, o remake de The Bridge francês, e Safe – mas também houve testes sem sucesso, como para Stranger Things. Agora todo mundo o quer. Em 2020, aparecerá no segundo filme de After, e depois no thriller The Silecing, ao lado de Nikolaj Coster-Waldau e Annabelle Wallis.

Ele nunca revelou nada sobre sua vida privada e sentimental. Como uma celebridade contemporânea, ele gerencia – provavelmente com a ajuda de agentes – a página no Instagram como uma parede espelhada que deslumbra e impede de ver o que acontece por trás. Mas nós realmente queremos saber? […] Podemos continuar sonhando que ele é como queremos. Talvez nesse período ele só tenha dormido na companhia de Diesel; Segundo ele, ele tem tempo apenas para a família, amigos, a profissão de ator e modelo. Se houver mais alguma coisa, no momento, ele guarda para ele mesmo.

Matéria: Icon Magazine Itália | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil 
Arquivado em After, After We Collided, Artigos, Matérias