Sejam bem-vindos ao Hero Fiennes Tiffin Brasil, a sua maior e mais completa fonte sobre o ator. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos.

Showing all posts for After We Collided


After We Collided A Estrela Hero Fiennes Tiffin fala sobre Dylan Sprouse e o Fandom de “After”

Hero Fiennes-Tiffin, After We Collided

Hero Fiennes Tiffin, que interpreta Hardin Scott em After We Collided , quer um final feliz para Hessa, para o relacionamento de Hardin e Tessa (interpretada por Josephine Langford).

“Espero que Hardin e Tessa consigam cruzar um arco-íris e nuvens de uma beleza rosa fofa e tudo der certo”, Hero, de 22 anos, disse à Teen Vogue . “Mas isso não daria uma história muito divertida, então tenho certeza de que haverá alguns obstáculos no caminho.”

“Solavancos na estrada” é o mínimo. O segundo filme da série foi lançado nos Estados Unidos no dia 23 de outubro e continua de onde o último parou. Hessa se separa depois que Tessa descobre que a história de amor do primeiro filme foi amplamente baseada em uma aposta que Hardin fez para partir seu coração. O segundo filme é tumultuado enquanto a dupla decide para onde ir a partir daqui, e quais as turbulências emocionais (e traumas de infância) eles precisam superar se quiserem chegar perto de um final feliz.

Hero e seus colegas de equipe estão atualmente filmando mais dois filmes da série, After We Fell e After Ever Happy , que são adaptados da série de romance YA de Anna Todd de mesmo nome. A Teen Vogue conversou com Hero pelo o Zoom para ouvir tudo sobre After We Collided, trabalhar com Dylan Sprouse, e porque o fandom de After é tão especial.

Teen Vogue: O que você acha dessa história que é tão divertida para os fãs verem na tela?

Hero Fiennes-Tiffin: Acho que a evolução do relacionamento deles. Obviamente terminamos em um ponto em que tínhamos muito mais da história para contar. Esse foi claramente o primeiro capítulo de seu relacionamento. Para ser capaz de explorar mais, se eles podem fazer funcionar e como eles vão superar esses obstáculos foi divertido retratar, e espero que os fãs achem divertido assistir.

TV: O que você achou sobre a adição de Trevor e como Dylan Sprouse interpretou esse personagem?

HFT: Oh, adorei. Eu poderia elogiar Dylan por um tempo. Ele é hilário, super profissional, já fez isso antes. Ele traz um nível de tranquilidade por ser profissional e experiente. Eu tive sorte de tê-lo conhecido antes, então foi como um amigo vindo trabalhar no set, o que é super raro e super sortudo. Como personagem, adicionar aquele tipo de dinâmica de triângulo amoroso a ele é super divertido para os fãs assistirem também. Então, por todos os motivos, adorava ter Dylan ali.

TV: Você acha que os fãs escolherão seu lado do triângulo amoroso quando virem o filme?

HFT: Espero que sim. Obviamente, sou tendencioso, sou o “Team Hardin” o tempo todo. Mas quando você dá um passo para trás e olha para isso de uma perspectiva de entretenimento, você quer conflito, quer debate, quer que as pessoas saiam e digam: Acho isso, acho aquilo. Isso evoca uma conversa. Só coisas boas surgem disso.

TV : Como você acha que a relação de Tessa e Hardin evolui no segundo filme? Para onde você acha que está indo?

HFT: Ambos estão tentando fazer funcionar contra todas as probabilidades. É quase como se tudo estivesse contra eles, mas eles têm uma atitude de “nunca diga morrer” para realmente tentar fazer funcionar. E acho que é o que o torna um tempo tão atraente, é o fato de que ambos se esforçam tanto e se recusam a desistir dele.

TV : Você mencionou antes que conversou com Anna Todd sobre como o relacionamento é retratado e as críticas de que as ações de Hardin no filme também são manipuladoras. Estou curioso para saber como você pensa interpretando esse tipo de personagem.

HFT: Eu acho que é sempre difícil gostar … você não pode julgar seu personagem. Você tem que encontrar uma maneira, mesmo se você estiver interpretando um personagem maligno como um vilão de James Bond ou algo assim, você de alguma forma tem que encontrar uma maneira de entrar no lugar deles e em sua mentalidade e ficar por trás de todos esses aspectos. É definitivamente difícil e desafiador às vezes, mas acho que apenas nos lembramos que isso é entretenimento, não um livro de regras sobre como você deve se comportar na vida. Eu acho que as pessoas deveriam tomar os aspectos que desejam, mas também tomar notas para as coisas que não querem, e aprender a não se comportar assim igualmente.

TV : Como trabalhar nesses filmes moldou os tipos de projetos que você deseja fazer a seguir? Você acha que faria outro projeto muito voltado para o fandom?

HFT: Definitivamente no futuro . Eu nunca diria que nunca vou fazer nada. Mas eu encontro qualquer função ou trabalho que eu assumo, automaticamente quero fazer algo muito diferente depois. Então eu não acho que entraria em algo semelhante imediatamente, e acho que os fãs do After são tão incríveis, eles deram grandes oportunidades com isso. Não sinto a necessidade de fazer nada muito semelhante imediatamente porque isso é o nosso negócio. Definitivamente, no futuro, eu estaria aberto a isso, mas por agora After é o meu foco, e agora não sinto a necessidade de sair correndo e fazer qualquer coisa semelhante, mas diferente.

TV: Fazer parte desses filmes mudou a maneira como você pensa sobre fanfiction? Você leu alguma fanfic enquanto crescia?

HFT: Não, na verdade eu não tinha. E eu acho que eu simplesmente não tinha ideia de como isso era grande. Ele une as pessoas de uma forma que eu acho que as histórias normais realmente não fazem, por causa da maneira como os fãs podem conversar sobre isso. Você tem tantos fãs de After que fizeram amigos por causa de seu amor por After . Acho que fanfiction é único nesse sentido, e depois especificamente, isso é raro e muito especial.

TV : Então, você pensa de forma diferente sobre ioga depois de filmar certas cenas em After We Collided ?

HFT: (risos) Eu acho que ioga, em geral, é muito diferente de como é [no filme]. Portanto, ainda penso na ioga como uma coisa isolada e separada de como é naquela cena.

Cena de ioga "After We Collided" com Hero Fiennes-Tiffin e Josephine Langford

Fonte| Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

Em entrevista exclusiva, Girlfriend conversou com o elenco de After We Collided.

Langford, Tiffin e Sprouse falam sobre como foi voltar para a sequência, o que eles fariam se estivessem no mesmo lugar de Tessa (é a vingança do Dylan) e as coisas que seus personagens fazem que eles nunca poderiam.

Como você se sentiu durante a espera pelo lançamento desse filme, principalmente nessas circunstâncias?

Josephine Langford: Sim, as circunstâncias são realmente diferentes. Acho que estamos apenas seguindo o fluxo como todo mundo está durante este tempo, mas estamos super animados para que as pessoas assistam e assistam com segurança.

After termina com uma nota um pouco ambígua com Tessa pretendendo cortar os laços e sair da faculdade antes de ler a carta de Hardin. Se você fosse Tessa, o que teria feito?

JL: Sim, no final de After, não sabemos se eles vão voltar a ficar juntos ou não. Mas provavelmente faria algo semelhante. Acho que provavelmente deixaria o cara depois daquela carta. E quanto a vocês?

Hero Fiennes Tiffin: Quer dizer, você viu Hardin, certo? É um cara com dificuldades para mim. Você tem que voltar.

Dylan Sprouse: Estou pensando em vingança. Eu sou um grande cara de vingança. Eu provavelmente formularia um esquema maluco de vingança.

Existem alguns momentos angustiantes no filme, como vocês lidam com isso no set? Você tenta manter as coisas leves?

HFT: Acho que é quase bom não fazer isso. Quando se está gravando uma daquelas cenas pesadas, eu sinto que não há problema em deixar esse clima persistir, eu acho. Naturalmente, assim que saímos do set, sempre nos divertimos, nas pequenas porções de tempo que temos.

Você tem alguma lembrança favorita de voltar para After?

JL: Você não quebrou a porta? Eu esqueci completamente disso Hero!

HFT: Hardin deve quebrar várias coisas, e a porta não era uma delas. E eu quebrei uma, em um ponto… foi divertido. Talvez não para as pessoas que tiveram que pagar a conta. Mas sim, quando as pessoas perguntam isso, eu tenho um monte de boas histórias e nós meio que trocamos elas. Nenhum deles chega ao topo por mim, mas essa está lá em cima.

DS: Escondido atrás daquela calça jeans, Hero tem pernas de um burro.

Voltando para After We Collided, você está trabalhando com um diretor diferente e retratando o progresso desses personagens em um estágio diferente de suas vidas, como foi isso?

JL: Bem, eu realmente amo ter a oportunidade de interpretar a mesma personagem, mas em um estágio diferente de sua vida. É simplesmente interessante, você consegue mostrar a mesma pessoa e alguém com características semelhantes, mas gosta de crescer e evoluir e acho que o roteiro faz muito do trabalho para você. Você sabe, você simplesmente aparece e faz o seu trabalho. É o roteiro que realmente mostra como esses personagens evoluíram, se desenvolveram e amadureceram e estão em um estágio diferente de suas vidas.

Dylan, como foi entrar em uma série de filmes tão badalada? Especialmente vindo como um personagem que os fãs sabem que está aqui para sacudir as coisas para Tessa e Hardin?

DS: Acho que é divertido! Dá a você algo e um lugar para ir como ator, sabe? Quer dizer, acho que se eu desempenhar bem meu papel no filme, isso entrará em conflito não só com Tessa e Hardin, mas também com o público.

Então, isso me deu um bom lugar para ir e Trevor não é necessariamente um “cara mau”. Eu acho que ele pode ser um “cara mau” no sentido de que ele definitivamente intervém no amor desses dois, mas não acho que ele esteja fazendo isso de forma maliciosa. Então eu acho que é um bom lugar para estar como ator.

Parece que tem havido uma tendência recentemente em filmes YA, como The Kissing Booth, por exemplo, que rivais românticos não são tão unilaterais ou simplesmente “malvados”.

DS: Certamente, quero dizer, é mais crível assim. Eu acho que quando você está apenas interpretando um personagem que é como um ladrão de trilhos com bigode, não é tão interessante quanto poderia ser.

Acho que a complexidade sempre torna os personagens mais interessantes em filmes, especialmente em filmes de romance. Isso dá a você um lugar para ir como ator, como eu disse. Eu também estava conversando com Anna, nos bastidores sobre algumas coisas que fazem sentido para Trevor fazer, dizer ou agir. Isso realmente me ajuda no set com minhas performances também. E eu acho que as pessoas vão gostar disso.

Existe uma decisão que seu personagem toma ou alguma característica que você nunca imaginaria fazer ou da qual você discorda?

JL: Eu acho que quando você interpreta um personagem, há muitas decisões das quais você tende a discordar.

HFT: Concordo com isso. Parte disso é se colocar no lugar deles a ponto de concordar com essas decisões. Como eu, pessoalmente, posso discordar de algo, mas quando você está no papel, obviamente precisa. Quando você está dentro é obviamente uma coisa diferente. Mas você tem que encontrar uma maneira de acreditar e apoiar tudo o que eles fazem.

JL: Sim, é difícil olhar dessa maneira e objetivamente. Porque então você começa a julgá-los e fica ainda mais difícil se conectar com eles e se relacionar com eles. Você meio que tem que concordar com tudo.

DS: Não sei se algum dia conseguiria fazer uma planilha.

JL: Excel é difícil!

DS: Essa é uma linguagem completamente diferente.

HFT: Eu realmente não posso fazer isso para salvar minha vida.

DS: Há uma razão para sermos atores e atrizes!

Original | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

O filme ‘After We Collided’ inclui uma cena de yoga ‘quente’, diz Josephine Langford

A adaptação para o filme “After We Collided” de outubro incluirá várias passagens favoritas dos fãs do romance de Anna Todd , incluindo as cenas de ioga e patinação no gelo. Os atores Josephine Langford (Tessa Young) e Hero Fiennes Tiffin (Hardin Scott), falaram ao International Business Times quem realmente é o melhor nas atividades físicas e por que a cena da yoga ser um pouco quente demais.

A princípio, Fiennes Tiffin tentou manter sua resposta diplomática. “Não sei dizer”, rebateu o ator britânico. “Nós dois somos bons em ambos. Isto é difícil. Eu realmente sinto que estou andando no gelo agora. Nós dois somos bons.”

Depois de ouvir que Langford não teve problemas para responder, o ator de Hardin voltou atrás e percebeu que ele realmente não participava das poses. Você sabe o que? [Na] cena de yoga, eu não fiz ioga de verdade porque meu personagem obviamente fica tipo, ‘eu não estou fazendo isso.’ Mas sim, vou fazer yoga e patinar no gelo. ”

Langford, entretanto, soube imediatamente a resposta. “Ele é melhor em patinação no gelo, eu sou melhor em yoga”, disse ela sem hesitar.

A cena de yoga é conhecida por ser um momento sexy entre Tessa e Hardin no segundo livro da série. Enquanto os atores tiveram o cuidado de não estragar nada sobre a cena, eles notaram que foi muito quente – literalmente. Acontece que o estúdio de yoga parecia uma sauna.

“Em termos de temperatura, estava fervendo”, a atriz australiana riu. “Foi uma cena genuinamente quente, porque estava muito quente por dentro (estúdio)”.

Ainda assim, os fãs devem esperar que o filme seja um pouco mais sexy do que seu antecessor. “After We Collided” é classificado como R.

O filme segue “After” do ano passado, classificado como PG-13, que arrecadou quase US$ 70 milhões em todo o mundo contra um orçamento de US$ 14 milhões. Cada um dos filmes é baseado em um livro de Todd. A autora, que começou a compartilhar seu trabalho na plataforma de histórias Wattpad, lançou cinco livros da série “After”. Todd também escreveu o roteiro do novo filme.

“After We Collided” será lançado nos Estados Unidos nos cinemas e em plataformas VOD em 2 de outubro. Os fãs americanos podem querer ter cuidado com spoilers, já que em alguns territórios internacionais receberão o filme já em 2 de setembro.

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

Hero Fiennes Tiffin: entrevista de Ferragamo para After Depois da Verdade

Depoimento do novo perfume Salvatore Ferragamo, ele revela prévias de After Depois da Verdade

Ele tem cinco milhões de seguidores no Instagram. E apenas 22 anos.

Hero Fiennes Tiffin , o ator britânico do filme After e After Depois da Verdade, a ser lançado em 2 de setembro de 2020, na Itália, é a nova cara da nova campanha de fragrâncias masculinas Ferragamo de Salvatore Ferragamo. Modelo e ator, ele interpreta as diferentes facetas do protagonista no filme e nas imagens.

Por outro lado, o protagonista do segundo filme da franquia After, sobrinho de Ralph Fiennes, nos contou sobre suas características pessoais com uma entrevista em vídeo no Zoom. Junto com prévias do próximo filme. Hero nos explicou por que os fãs ficarão satisfeitos …

Hero Fiennes Tiffin: de Ferragamo a After Depois da Verdade, entrevista:

Hero, você realmente se sente um herói?
Eu realmente não me sinto um herói. E eu não sinto que tenho super poderes. Mas se eu pudesse ter um, gostaria de poder voar. Acho que é o mais divertido para mim.

Qual é a sensação de ter apenas 22 anos e representar a fragrância de uma marca histórica?
Me sinto honrado. Profundamente lisonjeado e grato. Acho que tenho muito que aprender.

Muitos aspectos coexistem no perfume Ferragamo: tradição e inovação, concretude e criatividade, força e sensibilidade. Qual aspecto mais representa você?
Gosto de todos eles, mas tenho que ser honesto. Eu me sinto em equilíbrio entre todos esses aspectos. Acho que o melhor é pegar os melhores aspectos e inovar.

Na cena final da campanha do perfume Ferragamo, você se mostra confiante em quem quer ser. Quem você quer ser no traje de vida, herói?
Um dia sou uma pessoa e no dia seguinte sou outra. Eu ainda gostaria de ser eu mesmo, sem fazer o que a sociedade ou a família recomendam. Eu gostaria de ser a melhor versão de mim mesmo.

De quais aromas do perfume Ferragamo você mais gostou?
Eu gosto dos aromas cítricos. Eles são versáteis e adequados para todas as circunstâncias.

A campanha da fragrância é muito Hamlet. Você gostaria de atuar no teatro?
Eu gostaria muito de atuar no teatro. Embora continue a trabalhar com cinema (After Depois da Verdade) e TV, ao mesmo tempo gostaria de trabalhar no teatro no futuro.

Você se sente mais como ator ou modelo?
Eu me sinto mais como um ator porque sou muito apegado à atuação. Mesmo que eu trabalhe tanto como modelo quanto como ator e às vezes eu sinta os dois, no fundo sou um ator.

Você pode nos contar algumas curiosidades ou prévias sobre o filme After Depois da Verdade? Algumas coisas boas para seus fãs …
Essa é uma pergunta muito arriscada!! Eu não posso falar muito … Tudo o que posso dizer é que trabalhamos muito no personagem de Hardin Scott. Cavamos fundo para entender por que ele é do jeito que é. E acho que é isso que muitos fãs querem … Egoisticamente, Hardin sendo o personagem que interpreto, estou muito animado.

Quais são os seus planos para o verão?
Não tenho muitos para dizer a verdade. Acredito que diante do que está acontecendo no mundo, é melhor esperar e ver o que é certo fazer. Viva um dia por vez. Mas talvez eu pegue um bronzeado se houver algum sol na Inglaterra.

A sua família é muito ligada ao cinema e a ligação da grife Salvatore Ferragamo com o cinema também é muito forte. Você tem alguma lembrança de sua infância ligada à marca?
Minha mãe sempre foi fã da marca. Ela mesma me revelou quando comecei a trabalhar com Ferragamo.

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

Às vezes, eventos inesperados ajudam a impulsionar a carreira de um jovem ator. Pegue, por exemplo, Hero Fiennes Tiffin, que uma vez interpretou Tom Riddle (a versão mais jovem do antagonista Lord Voldemort) em Harry Potter e o Enigma do Príncipe e mais tarde, ao entrar na idade adulta, se tornou um protagonista/galã no mundo sexy, dramático e romântico contemporâneo After, baseado no romance jovem adulto popular. O ator e modelo tinha acabado de promover o filme e estava se preparando para o Met Gala, quando soube que havia sido escalado para The Silencing.

Interpretar um suspeito de assassinato com problemas emocionais era exatamente o que Fiennes Tiffin esperava adicionar à sua lista crescente de créditos. As três semanas de filmagem no Canadá se encaixaram perfeitamente em sua programação, antes que ele precisasse retornar ao set para filmar a sequência After.

Aos 22 anos, Fiennes Tiffin já é um veterano da indústria do cinema. Antes de interpretar o jovem bruxo Riddle em 2009, ele fez sua estreia na comédia britânica de 2008 Bigga Than Ben. Nascido Hero Beauregard Faulkner Fiennes Tiffin, ele vem de uma renomada família de atores e cineastas. Sua mãe é a diretora premiada Martha Fiennes (Onegin) e seu pai é o diretor de fotografia George Tiffin. Seus tios são os atores Ralph Fiennes (que interpretou Lord Voldemort ao longo da série Harry Potter) e Joseph Fiennes (Shakespeare Apaixonado). Fiennes Tiffin não recebeu apenas o papel de Tom Riddle por causa de sua conexão familiar, no entanto. Ele competiu contra centenas de outros meninos para ganhar o papel. O diretor David Yates disse que o jovem foi escolhido porque conseguiu “o jeito, o humor sombrio e o espírito estranho do personagem.”

Essa capacidade de mergulhar profundamente nos recessos emocionais sombrios dos personagens veio a calhar com seu papel de Brooks no filme de suspense de Robin Pront, The Silencing, que também é estrelado por Nicolaj Coster-Waldau de Game of Thrones e Annabelle Wallis do famoso Peaky Blinders.

Interpretando Brooks, Fiennes Tiffin é um jovem adulto problemático que cresceu em um lar adotivo fisicamente abusivo. Ele se viciou em opioides e já há algum tempo tem problemas com a lei. Quando o corpo de uma jovem é descoberto ao longo das margens arborizadas de um rio, Brooks se torna um suspeito. Até que mesmo sua irmã, a xerife local nesta pequena e moribunda cidade localizada na fronteira americano-canadense, comece a suspeitar que ele pode ser o culpado. Enquanto isso, Rayburn (Coster-Waldau), um caçador aposentado, assiste uma cena assustadora – um caçador em um terno ghillie (um disfarce de gravetos) está rastreando outra jovem como presa em sua propriedade de santuário de animais, então ele sai para investigar. A Xerife Gustafson (Wallis) investiga profundamente a caça ao assassino e enfrenta o dilema moral do que fazer se descobrir que seu irmão é o culpado.

A Saban Films lançará The Silencing nos cinemas, bem como em VOD (Video on demand) e em plataformas digitais no dia 14 de agosto.

De sua casa em Londres, Fiennes Tiffin falou por telefone sobre interpretar um personagem problemático em The Silencing e reprisar seu papel de Hardin Scott em After We Collided (After Depois da Verdade), o próximo capítulo do casal e seu relacionamento tumultuoso, que deve ser lançado por VOD em outubro.

O que te atraiu para você ao interpretar esse personagem, Brooks, em The Silencing?
Foi tudo muito rápido em termos daquela oferta de trabalho. Eu estava na verdade promovendo After, e então eu deveria ir para casa por algumas semanas, e depois ir para o Met Gala, mas então recebi a oferta para interpretar Brooks, que é um papel tão bom que se encaixa quase perfeitamente dentro disso período de três semanas após o Met Gala e para a próxima sequência de After.

O papel em si era algo que eu queria fazer porque o achei atraente, mas também porque ajudou a equilibrar com alguns dos papéis que fiz anteriormente. Ir de After para algo tão diferente como isso e então voltar para o segundo filme de After foi algo que definitivamente me atraiu. Parecia algo que era para ser, devido o tempo do cronograma e o quanto eles estavam interessados em mim, e o quanto eu estava atraído pelo personagem. Muito raramente funciona tão perfeitamente.

Brooks é muito perturbado e por razões muito compreensíveis: ele sofreu abuso de seus pais adotivos e tem problemas de abandono com sua irmã mais velha, que recentemente voltou à sua vida. Como você entrou na mentalidade desse personagem?
Eu fiz uma boa pesquisa sobre os efeitos de traumas de infância semelhantes sobre as pessoas, os efeitos dos medicamentos prescritos e do problema com opioides. É um caso menor na Inglaterra, então eu tive que me educar um pouco sobre isso na América. Acho que a localização foi apropriada para as cenas em que estávamos ambientalmente e no que diz respeito aos personagens, então metade do trabalho foi feito para mim (como ator) – do jeito que era tão imersivo, todo o ambiente era, ao invés de estar em um estúdio, onde é completamente diferente por dentro do que é por fora. Então, eu senti como se estivéssemos vivendo no ambiente em que tudo foi definido.

Seu diretor, Robin Pront, disse que queria que o público sentisse aquela sensação de frio e que precisava de “um abraço caloroso”.
Sim, você pode ver logo no início que ele tinha esse estilo direto ao ponto. Eu sei exatamente o que ele quer dizer. Com o visual e a trilha sonora, você sabe em 10 segundos de filme qual é o seu clima. Ele fez um ótimo trabalho em definir esse tom.

Como foi trabalhar com seus colegas de elenco Nicolaj Coster-Waldau e Annabelle Wallis?
Passei muito mais tempo com Annabelle do que com Nicolaj. Ela interpreta minha irmã mais velha e me acolheu muito. Eu me senti muito bem cuidado. Com Nicolaj, nossa grande cena juntos infelizmente foi cortada, então eu não tive muito tempo para aprender e trabalhar com ele, mas o tempo que eu fiz, eu aproveitei. Eu só queria ter tido mais tempo com ele.

Você gravou After We Collided depois de The Silencing. Estava tudo encerrado antes do confinamento da pandemia?
Felizmente, terminamos um pouco antes de tudo acontecer. Encerramos bem a tempo. Ao pensar em como o coronavírus afetou o lançamento de filmes, tive muita sorte de que todas as coisas em que estava envolvido já haviam sido feitas antes (do confinamento).

Você voltou para casa na Inglaterra durante o confinamento?
Sim, estive em casa em Londres, não fazendo muito. Fazendo as coisas de sempre e depois abandonar metade delas. Você sabe como isso vai. Nas primeiras semanas, toda a minha roupa estava lavada quando precisava e a grama estava cortada, eu fazia minhas corridas. Então, algumas semanas depois, a roupa começou a se acumular.

Você tem permissão para sair por Londres agora, onde você teve uma onda de calor e todos estavam ao ar livre nos parques.
Está super quente hoje. Isso meio que vem e vai. Estou aqui há 22 anos e não há consistência no clima de Londres. Você meio que acorda e olha pela janela para ver o que acontece. As estações do ano não significam nada aqui, eu não acho. Ouvi dizer que estava muito nublado em LA pelos meus amigos de lá.

Você está lendo roteiros? Há alguma luz no final do túnel indicando quando você pode voltar ao trabalho?
Sim. Em termos de projetos, os roteiros ainda estão circulando e os telefonemas ainda são feitos. Não está rolando nada, mas se tudo correr bem, talvez no início do próximo ano, mas nada que eu possa dizer ainda.

Você tem After We Collided saindo em VOD no dia 2 de outubro. Interpretar Hardin Scott no longa fez de você um galã entre seus fãs. Como é ser admirado por tantos fãs?
Me sinto obviamente honrado e muito grato a eles. Grande parte do crédito deve ir para Anna Todd, a autora dos livros, que criou um personagem tão bom. Todos os fãs já são tão atraídos por Hardin. Eu só tinha que dizer as palavras no papel. Os fãs agora me apoiam com a mesma abordagem dos personagens sobre os quais leram. Estou simplesmente feliz por ter dado vida a esse personagem.

Você vai promover o lançamento desse filme também?
Sim, eu realmente tenho feito isso, ontem e hoje, enquanto conversamos. Apenas me preparando para mais trabalho quando o trabalho chegar.

Existe um determinado papel ou tipo de filme que você gostaria de participar?
Eu não tenho um papel dos sonhos, por si só, mas se você me colocar no local, suponho que um papel aleatório que eu adoraria fazer é um tipo de filme de Indiana Jones ou James Bond. Ação, mas não apenas ação pura. Então, algo assim em algum momento seria definitivamente algo que eu adoraria fazer.

Original | Tradução e adaptação: Equipes Hero Fiennes Tiffin Brasil e After Brasil

Hoje (6), Hero Fiennes Tiffin e Dylan Sprouse fizeram juntos uma live pelo Instagram oficial do filme After na Alemanha, para responder perguntas sobre seu próximo filme, After: Depois da Verdade. Confira abaixo um resumo traduzido do que os dois conversaram.

A primeira pergunta que os dois responderam foi, qual cena foi mais divertida de gravar. Dylan respondeu que a do apartamento, onde Hardin chuta a porta. Hero disse que era a única cena que eles tinham juntos e eles brincaram que talvez não fosse, mas que não podiam dar spoiler. Hero falou que para ele seria essa cena também, e ressaltou que teve uma boa dinâmica entre os três (Ele, Dylan e Jo). Em seguida, Dylan chegou a comentar que assistiu ao primeiro filme para entender o ritmo e se ambientar, mas que realmente não se comparava ao segundo, afirmou que eles são muito diferentes.

Foi perguntado também como era ter Dylan no set. Hero elogiou bastante sua atuação, e que assisti-lo entrar no personagem, fez com que ele entrasse no clima do filme com mais facilidade. Hero também falou que foi divertido ver Dylan improvisar na cena do banheiro, que em cada tomada ele fazia algo diferente e era engraçado, mas, de novo, não queria dar spoilers.

Como se já não soubéssemos… Hero falou que AWC nos deixará querendo mais; não vai ser o suficiente para nos manter satisfeitos. AWF aqui vamos nós! Assim como já tinha mencionado antes, Hero disse que veremos mais do ‘Hardin dos livros’, mais sobre o que se passa na cabeça dele.

De volta a falar sobre as filmagens, Dylan comentou com humor que achava Trevor estiloso, quando se tratava de suas meias, cuecas e acessórios. Também disse que ficou com um dos ternos do Trevor, e Hero, que não é bobo, admitiu ter ficado com um anel do Hardin (assim como no primeiro filme), mas que ele levou pra casa por acidente.

Os atores, com bom humor, afirmaram estar em contato com Josephine e que ela parece estar muito bem.

Voltando para seu personagem, Hero diz que é difícil encontrar semelhanças entre os dois; que há mais diferenças, mas ele gosta de determinadas características do Hardin, como sua lealdade. Ele disse que acreditava ser 50% parecido com Hardin, e depois reduziu a porcentagem para 47,5%, e Dylan não perdeu tempo para zombar, dizendo que era um valor bem específico.

Hero comentou que aprova o fato de Trevor entrar na história, pois acrescenta mais profundidade ao relacionamento de Hardin e Tessa. Ao serem questionados sobre qual seria a maior diferença entre Hardin e Trevor, Dylan diz que Hardin é mais passional, enquanto Trevor é analítico. Hardin é mais corajoso e Trevor pensa muito. Para Hero, era mais difícil gravar as cenas onde tinham muitas pessoas no set, porque precisava esconder todo mundo ao mesmo tempo.

Sensato como é, Hero disse que sua série favorita é Game of Thrones (exceto a última temporada).

Sobre ter Louise Lombard no set, Hero diz que a presença dela foi muito agradável, ainda mais por ela interpretar sua mãe. Também foi perguntado qual seria o papel dos sonhos deles; Dylan disse que muda o tempo todo, mas que queria se aventurar em algo medival. Já Hero permaneceu na resposta segura, “outro filme de After”.

Hero disse que as filmagens duraram cerca de um mês, mas que trabalharam por mais tempo por conta do tempo de preparação e das provas de figurino. Ele disse que gostou de ter se envolvido mais neste filme porque pôde dar mais opiniões sobre as tatuagens e acessórios de Hardin.

Hero disse que foi incrível ter Anna trabalhando junto com os atores porque ela conseguia dizer o que funciona nos livros, mas no filme não funcionaria. “Ela era a pessoa perfeita para estar lá e nos colocar na direção certa das mudanças.”

Por fim, pediram para eles definirem um ao outro em três palavras. Hero respondeu: hilário, barbicha (por conta da barba que ele está deixando crescer) e descontraído. Já Dylan respondeu: Lego, tomate e com certeza bonito.




Hero Beauregard Faulkner Fiennes Tiffin (Londres, 6 de novembro de 1997) é um ator e modelo britânico, conhecido por interpretar o jovem Tom Riddle em Harry Potter e o Enigma do Príncipe em 2009. Hero nasceu em Londres, Inglaterra, filho do roteirista George Tiffin e da diretora cinematográfica Martha Fiennes. Tiffin tem um irmão mais velho chamado Titan e uma irmã caçula chamada Mercy.
Saiba mais
Status do site

Nome: Hero Fiennes-Tiffin Brasil
No ar Desde: 06/11/2018
Equipe:  Conheça nossa equipe.
Visitas: |
Host: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy
O Hero Fiennes-Tiffin Brasil não tem qualquer ligação com o Hero, familiares, diretores e seu agente. Todo o material postado aqui é de propriedade de seus respectivos autores. Pedimos que se usarem algo da nossa autoria, como traduções, fotos ou qualquer outra coisa, por favor não esqueçam de creditar. Se você é dono de algum material que foi postado aqui e deseja que seja removido, entre em contato antes de tomar qualquer ação legal.

APARIÇÕES E EVENTOS ENSAIOS FOTOGRÁFICOS E CAMPANHAS FLAGRAS FILMES SÉRIES SCANS VARIADAS