Sejam bem-vindos ao Hero Fiennes Tiffin Brasil, a sua maior e mais completa fonte sobre o ator. Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos.

Showing all posts for Entrevista


After We Collided A Estrela Hero Fiennes Tiffin fala sobre Dylan Sprouse e o Fandom de “After”

Hero Fiennes-Tiffin, After We Collided

Hero Fiennes Tiffin, que interpreta Hardin Scott em After We Collided , quer um final feliz para Hessa, para o relacionamento de Hardin e Tessa (interpretada por Josephine Langford).

“Espero que Hardin e Tessa consigam cruzar um arco-íris e nuvens de uma beleza rosa fofa e tudo der certo”, Hero, de 22 anos, disse à Teen Vogue . “Mas isso não daria uma história muito divertida, então tenho certeza de que haverá alguns obstáculos no caminho.”

“Solavancos na estrada” é o mínimo. O segundo filme da série foi lançado nos Estados Unidos no dia 23 de outubro e continua de onde o último parou. Hessa se separa depois que Tessa descobre que a história de amor do primeiro filme foi amplamente baseada em uma aposta que Hardin fez para partir seu coração. O segundo filme é tumultuado enquanto a dupla decide para onde ir a partir daqui, e quais as turbulências emocionais (e traumas de infância) eles precisam superar se quiserem chegar perto de um final feliz.

Hero e seus colegas de equipe estão atualmente filmando mais dois filmes da série, After We Fell e After Ever Happy , que são adaptados da série de romance YA de Anna Todd de mesmo nome. A Teen Vogue conversou com Hero pelo o Zoom para ouvir tudo sobre After We Collided, trabalhar com Dylan Sprouse, e porque o fandom de After é tão especial.

Teen Vogue: O que você acha dessa história que é tão divertida para os fãs verem na tela?

Hero Fiennes-Tiffin: Acho que a evolução do relacionamento deles. Obviamente terminamos em um ponto em que tínhamos muito mais da história para contar. Esse foi claramente o primeiro capítulo de seu relacionamento. Para ser capaz de explorar mais, se eles podem fazer funcionar e como eles vão superar esses obstáculos foi divertido retratar, e espero que os fãs achem divertido assistir.

TV: O que você achou sobre a adição de Trevor e como Dylan Sprouse interpretou esse personagem?

HFT: Oh, adorei. Eu poderia elogiar Dylan por um tempo. Ele é hilário, super profissional, já fez isso antes. Ele traz um nível de tranquilidade por ser profissional e experiente. Eu tive sorte de tê-lo conhecido antes, então foi como um amigo vindo trabalhar no set, o que é super raro e super sortudo. Como personagem, adicionar aquele tipo de dinâmica de triângulo amoroso a ele é super divertido para os fãs assistirem também. Então, por todos os motivos, adorava ter Dylan ali.

TV: Você acha que os fãs escolherão seu lado do triângulo amoroso quando virem o filme?

HFT: Espero que sim. Obviamente, sou tendencioso, sou o “Team Hardin” o tempo todo. Mas quando você dá um passo para trás e olha para isso de uma perspectiva de entretenimento, você quer conflito, quer debate, quer que as pessoas saiam e digam: Acho isso, acho aquilo. Isso evoca uma conversa. Só coisas boas surgem disso.

TV : Como você acha que a relação de Tessa e Hardin evolui no segundo filme? Para onde você acha que está indo?

HFT: Ambos estão tentando fazer funcionar contra todas as probabilidades. É quase como se tudo estivesse contra eles, mas eles têm uma atitude de “nunca diga morrer” para realmente tentar fazer funcionar. E acho que é o que o torna um tempo tão atraente, é o fato de que ambos se esforçam tanto e se recusam a desistir dele.

TV : Você mencionou antes que conversou com Anna Todd sobre como o relacionamento é retratado e as críticas de que as ações de Hardin no filme também são manipuladoras. Estou curioso para saber como você pensa interpretando esse tipo de personagem.

HFT: Eu acho que é sempre difícil gostar … você não pode julgar seu personagem. Você tem que encontrar uma maneira, mesmo se você estiver interpretando um personagem maligno como um vilão de James Bond ou algo assim, você de alguma forma tem que encontrar uma maneira de entrar no lugar deles e em sua mentalidade e ficar por trás de todos esses aspectos. É definitivamente difícil e desafiador às vezes, mas acho que apenas nos lembramos que isso é entretenimento, não um livro de regras sobre como você deve se comportar na vida. Eu acho que as pessoas deveriam tomar os aspectos que desejam, mas também tomar notas para as coisas que não querem, e aprender a não se comportar assim igualmente.

TV : Como trabalhar nesses filmes moldou os tipos de projetos que você deseja fazer a seguir? Você acha que faria outro projeto muito voltado para o fandom?

HFT: Definitivamente no futuro . Eu nunca diria que nunca vou fazer nada. Mas eu encontro qualquer função ou trabalho que eu assumo, automaticamente quero fazer algo muito diferente depois. Então eu não acho que entraria em algo semelhante imediatamente, e acho que os fãs do After são tão incríveis, eles deram grandes oportunidades com isso. Não sinto a necessidade de fazer nada muito semelhante imediatamente porque isso é o nosso negócio. Definitivamente, no futuro, eu estaria aberto a isso, mas por agora After é o meu foco, e agora não sinto a necessidade de sair correndo e fazer qualquer coisa semelhante, mas diferente.

TV: Fazer parte desses filmes mudou a maneira como você pensa sobre fanfiction? Você leu alguma fanfic enquanto crescia?

HFT: Não, na verdade eu não tinha. E eu acho que eu simplesmente não tinha ideia de como isso era grande. Ele une as pessoas de uma forma que eu acho que as histórias normais realmente não fazem, por causa da maneira como os fãs podem conversar sobre isso. Você tem tantos fãs de After que fizeram amigos por causa de seu amor por After . Acho que fanfiction é único nesse sentido, e depois especificamente, isso é raro e muito especial.

TV : Então, você pensa de forma diferente sobre ioga depois de filmar certas cenas em After We Collided ?

HFT: (risos) Eu acho que ioga, em geral, é muito diferente de como é [no filme]. Portanto, ainda penso na ioga como uma coisa isolada e separada de como é naquela cena.

Cena de ioga "After We Collided" com Hero Fiennes-Tiffin e Josephine Langford

Fonte| Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

Hero Fiennes Tiffin tem apenas 22 anos, mas já conta com alguns filmes entre seus sucessos profissionais, desde as produções mais especializadas como o filme de guerra Private Peaceful até as mais blockbuster como Harry Potter e o Enigma do Príncipe. Em 2019, ele ganhou o Teen Choice Awards na categoria “Choice Drama Movie Actor” por seu papel principal em After, mas a carreira de Tiffin ainda está começando.

O ator e modelo emergente é agora o rosto da campanha do novo perfume Ferragamo, produção dirigida por Gordon von Steiner e idealizada pelo Diretor Criativo da marca Paul Andrew. Uma campanha metanarrativa, na qual o perfil de ator e modelo se cruzam, para mostrar uma narrativa direta que fala diretamente com público.

Não podíamos não tê-lo conhecido, então encontramos o Hero para descobrir um pouco mais sobre ele, seu trabalho e seus sonhos futuros.

Depois de estrelar em After: você certamente sentiu muita pressão da imprensa, então eu queria começar perguntando a você: como você está hoje?
Agora estou finalmente em um momento em que o estresse diminuiu muito, e fico feliz em poder aproveitar a atenção do público. Obviamente houve momentos em que a pressão era muito grande, mas agora estou começando a viver com mais tranquilidade.

Você já deu seis entrevistas hoje, não está cansado?
Ainda temos algo a fazer hoje, isso é apenas o começo. Mas no final é divertido, nós conversamos!

Fale um pouco sobre a sua colaboração com a Ferragamo, como foi participar da campanha e ser o rosto do novo perfume masculino?
Tive a sorte de ser convidado há um ano para desfilar para a Ferragamo, e desde então tenho modelado para eles e fechado alguns shows. E agora estamos falando da campanha. Foi uma viagem muito rápida que eu nunca esperava, e estou muito feliz por fazer parte da família Ferragamo.

Sua profissão de ator influenciou sua carreira como modelo?
Absolutamente. Acredito que ambas as profissões se amplificam e se influenciam, principalmente nos dias de hoje. Se eu tivesse que colocá-las em uma escala, com certeza minha prioridade seria minha carreira de ator, e mais razão para eu achar ainda mais interessante continuar participando do mundo da moda. Os dois setores ensinam como abordar uma câmera de vídeo, então sempre há algo para aprender. Acredito que praticar é a melhor forma de expressar os talentos.

Você nasceu e foi criado em Londres, onde especificamente? E como foi crescer lá?
Sul de Londres, Stockwell. Acho que sou tendencioso, mas não gostaria de ter crescido em outro lugar. É aqui que estão meus amigos, ali era o campo para jogar futebol perto de casa. Minhas pessoas favoritas estão lá.

Como você está lidando com essa popularidade? Conversamos sobre as entrevistas, mas como é de uma maneira geral no seu dia a dia?
No começo era bastante estranho para mim, mas acho que me tornei cada vez melhor no gerenciamento da atenção. Na verdade, quando as pessoas me param, elas me dão grande prazer e me dão muito apoio. Às vezes, eles me pedem para tirar uma foto juntos, porque viram outra pessoa tirando, e então me perguntam “Quem é você?”. Por outro lado, outra vez que eu tinha acabado de sair do avião, um cara me viu e disse: “Não acredito, acabei de assistir o seu filme pela segunda vez. Parabéns!” e ele se foi. É bom quando as pessoas apreciam o seu trabalho, isso é muito bom.

Qual é o seu relacionamento com as redes sociais?
Enfim, se tem uma foto que eu gosto muito, eu publico no Instagram. Mas não perco muito tempo com isso, entre o trabalho e a vida real, é mais importante viver o dia do que mostrá-lo aos outros. Claro, existem ocasiões em que você gosta de compartilhar seus momentos com o público, mas acho que é saudável usá-las como achar melhor.

Você tenta separar a percepção que o público tem de você do seu eu real?
Tento ser o mais autêntico possível, mas obviamente mantenho uma separação entre minha vida pessoal e o resto. Tudo depende de como você acorda de manhã, alguns dias é mais fácil de se confidenciar e outras vezes você não quer compartilhar nada.

Você está no TikTok? O que você acha disso?
Não, não estou no TikTok! Mas acho muito estranho e divertido de assistir, porém acho que nunca vou fazer parte disso. Mas eu gosto que as crianças se divirtam editando vídeos, acho isso legal.

Quanto à sua profissão de ator, você continua frequentando cursos específicos de teatro?
Eu sempre pratico com testes, e você realmente aprende muito no set. Costumo ajudar outros amigos atores com sua preparação, e isso me inspira muito. Certamente eu tenho que assistir a aulas de idioma e dialeto, para expandir as diferentes nuances da linguagem.

Você tem um mentor ou modelo de quem se inspirar?
Não tenho um em particular e certamente incluo todas as figuras femininas da minha família, mas antes de agir ou fazer qualquer coisa, sempre penso no que meu irmão e meu pai fariam. Até alguns amigos íntimos. Tendo a refletir o comportamento das pessoas que amo e respeito profundamente, porque são minha maior fonte de inspiração. Eu também copio os hábitos, no entanto.

Voltando ao perfume, dizem que nossas memórias mais vívidas são alimentadas por cheiros e aromas. Você tem alguma lembrança relacionada a algum perfume em particular?
Há um cheiro particular que me lembro muito bem, e foi o das duas únicas vezes em que nevou em Londres, e era um cheiro limpo como se não houvesse mais poluição. E então o cheiro de uma aula na minha escola, onde por acaso eu voltava com um amigo, e no momento em que entramos todas as memórias de nossa infância voltaram à mente.

Planos para o futuro?
Há algumas coisas planejadas, o último filme que fiz, The Silencing, vai sair em breve e será muito emocionante. Existem alguns projetos sobre os quais não posso falar ainda, mas espero que sejam concretizados. E então vem a próxima entrevista.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil
Categorias: Entrevista, Ferragamo

Em entrevista exclusiva, Girlfriend conversou com o elenco de After We Collided.

Langford, Tiffin e Sprouse falam sobre como foi voltar para a sequência, o que eles fariam se estivessem no mesmo lugar de Tessa (é a vingança do Dylan) e as coisas que seus personagens fazem que eles nunca poderiam.

Como você se sentiu durante a espera pelo lançamento desse filme, principalmente nessas circunstâncias?

Josephine Langford: Sim, as circunstâncias são realmente diferentes. Acho que estamos apenas seguindo o fluxo como todo mundo está durante este tempo, mas estamos super animados para que as pessoas assistam e assistam com segurança.

After termina com uma nota um pouco ambígua com Tessa pretendendo cortar os laços e sair da faculdade antes de ler a carta de Hardin. Se você fosse Tessa, o que teria feito?

JL: Sim, no final de After, não sabemos se eles vão voltar a ficar juntos ou não. Mas provavelmente faria algo semelhante. Acho que provavelmente deixaria o cara depois daquela carta. E quanto a vocês?

Hero Fiennes Tiffin: Quer dizer, você viu Hardin, certo? É um cara com dificuldades para mim. Você tem que voltar.

Dylan Sprouse: Estou pensando em vingança. Eu sou um grande cara de vingança. Eu provavelmente formularia um esquema maluco de vingança.

Existem alguns momentos angustiantes no filme, como vocês lidam com isso no set? Você tenta manter as coisas leves?

HFT: Acho que é quase bom não fazer isso. Quando se está gravando uma daquelas cenas pesadas, eu sinto que não há problema em deixar esse clima persistir, eu acho. Naturalmente, assim que saímos do set, sempre nos divertimos, nas pequenas porções de tempo que temos.

Você tem alguma lembrança favorita de voltar para After?

JL: Você não quebrou a porta? Eu esqueci completamente disso Hero!

HFT: Hardin deve quebrar várias coisas, e a porta não era uma delas. E eu quebrei uma, em um ponto… foi divertido. Talvez não para as pessoas que tiveram que pagar a conta. Mas sim, quando as pessoas perguntam isso, eu tenho um monte de boas histórias e nós meio que trocamos elas. Nenhum deles chega ao topo por mim, mas essa está lá em cima.

DS: Escondido atrás daquela calça jeans, Hero tem pernas de um burro.

Voltando para After We Collided, você está trabalhando com um diretor diferente e retratando o progresso desses personagens em um estágio diferente de suas vidas, como foi isso?

JL: Bem, eu realmente amo ter a oportunidade de interpretar a mesma personagem, mas em um estágio diferente de sua vida. É simplesmente interessante, você consegue mostrar a mesma pessoa e alguém com características semelhantes, mas gosta de crescer e evoluir e acho que o roteiro faz muito do trabalho para você. Você sabe, você simplesmente aparece e faz o seu trabalho. É o roteiro que realmente mostra como esses personagens evoluíram, se desenvolveram e amadureceram e estão em um estágio diferente de suas vidas.

Dylan, como foi entrar em uma série de filmes tão badalada? Especialmente vindo como um personagem que os fãs sabem que está aqui para sacudir as coisas para Tessa e Hardin?

DS: Acho que é divertido! Dá a você algo e um lugar para ir como ator, sabe? Quer dizer, acho que se eu desempenhar bem meu papel no filme, isso entrará em conflito não só com Tessa e Hardin, mas também com o público.

Então, isso me deu um bom lugar para ir e Trevor não é necessariamente um “cara mau”. Eu acho que ele pode ser um “cara mau” no sentido de que ele definitivamente intervém no amor desses dois, mas não acho que ele esteja fazendo isso de forma maliciosa. Então eu acho que é um bom lugar para estar como ator.

Parece que tem havido uma tendência recentemente em filmes YA, como The Kissing Booth, por exemplo, que rivais românticos não são tão unilaterais ou simplesmente “malvados”.

DS: Certamente, quero dizer, é mais crível assim. Eu acho que quando você está apenas interpretando um personagem que é como um ladrão de trilhos com bigode, não é tão interessante quanto poderia ser.

Acho que a complexidade sempre torna os personagens mais interessantes em filmes, especialmente em filmes de romance. Isso dá a você um lugar para ir como ator, como eu disse. Eu também estava conversando com Anna, nos bastidores sobre algumas coisas que fazem sentido para Trevor fazer, dizer ou agir. Isso realmente me ajuda no set com minhas performances também. E eu acho que as pessoas vão gostar disso.

Existe uma decisão que seu personagem toma ou alguma característica que você nunca imaginaria fazer ou da qual você discorda?

JL: Eu acho que quando você interpreta um personagem, há muitas decisões das quais você tende a discordar.

HFT: Concordo com isso. Parte disso é se colocar no lugar deles a ponto de concordar com essas decisões. Como eu, pessoalmente, posso discordar de algo, mas quando você está no papel, obviamente precisa. Quando você está dentro é obviamente uma coisa diferente. Mas você tem que encontrar uma maneira de acreditar e apoiar tudo o que eles fazem.

JL: Sim, é difícil olhar dessa maneira e objetivamente. Porque então você começa a julgá-los e fica ainda mais difícil se conectar com eles e se relacionar com eles. Você meio que tem que concordar com tudo.

DS: Não sei se algum dia conseguiria fazer uma planilha.

JL: Excel é difícil!

DS: Essa é uma linguagem completamente diferente.

HFT: Eu realmente não posso fazer isso para salvar minha vida.

DS: Há uma razão para sermos atores e atrizes!

Original | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

O filme ‘After We Collided’ inclui uma cena de yoga ‘quente’, diz Josephine Langford

A adaptação para o filme “After We Collided” de outubro incluirá várias passagens favoritas dos fãs do romance de Anna Todd , incluindo as cenas de ioga e patinação no gelo. Os atores Josephine Langford (Tessa Young) e Hero Fiennes Tiffin (Hardin Scott), falaram ao International Business Times quem realmente é o melhor nas atividades físicas e por que a cena da yoga ser um pouco quente demais.

A princípio, Fiennes Tiffin tentou manter sua resposta diplomática. “Não sei dizer”, rebateu o ator britânico. “Nós dois somos bons em ambos. Isto é difícil. Eu realmente sinto que estou andando no gelo agora. Nós dois somos bons.”

Depois de ouvir que Langford não teve problemas para responder, o ator de Hardin voltou atrás e percebeu que ele realmente não participava das poses. Você sabe o que? [Na] cena de yoga, eu não fiz ioga de verdade porque meu personagem obviamente fica tipo, ‘eu não estou fazendo isso.’ Mas sim, vou fazer yoga e patinar no gelo. ”

Langford, entretanto, soube imediatamente a resposta. “Ele é melhor em patinação no gelo, eu sou melhor em yoga”, disse ela sem hesitar.

A cena de yoga é conhecida por ser um momento sexy entre Tessa e Hardin no segundo livro da série. Enquanto os atores tiveram o cuidado de não estragar nada sobre a cena, eles notaram que foi muito quente – literalmente. Acontece que o estúdio de yoga parecia uma sauna.

“Em termos de temperatura, estava fervendo”, a atriz australiana riu. “Foi uma cena genuinamente quente, porque estava muito quente por dentro (estúdio)”.

Ainda assim, os fãs devem esperar que o filme seja um pouco mais sexy do que seu antecessor. “After We Collided” é classificado como R.

O filme segue “After” do ano passado, classificado como PG-13, que arrecadou quase US$ 70 milhões em todo o mundo contra um orçamento de US$ 14 milhões. Cada um dos filmes é baseado em um livro de Todd. A autora, que começou a compartilhar seu trabalho na plataforma de histórias Wattpad, lançou cinco livros da série “After”. Todd também escreveu o roteiro do novo filme.

“After We Collided” será lançado nos Estados Unidos nos cinemas e em plataformas VOD em 2 de outubro. Os fãs americanos podem querer ter cuidado com spoilers, já que em alguns territórios internacionais receberão o filme já em 2 de setembro.

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

Hero Fiennes Tiffin: entrevista de Ferragamo para After Depois da Verdade

Depoimento do novo perfume Salvatore Ferragamo, ele revela prévias de After Depois da Verdade

Ele tem cinco milhões de seguidores no Instagram. E apenas 22 anos.

Hero Fiennes Tiffin , o ator britânico do filme After e After Depois da Verdade, a ser lançado em 2 de setembro de 2020, na Itália, é a nova cara da nova campanha de fragrâncias masculinas Ferragamo de Salvatore Ferragamo. Modelo e ator, ele interpreta as diferentes facetas do protagonista no filme e nas imagens.

Por outro lado, o protagonista do segundo filme da franquia After, sobrinho de Ralph Fiennes, nos contou sobre suas características pessoais com uma entrevista em vídeo no Zoom. Junto com prévias do próximo filme. Hero nos explicou por que os fãs ficarão satisfeitos …

Hero Fiennes Tiffin: de Ferragamo a After Depois da Verdade, entrevista:

Hero, você realmente se sente um herói?
Eu realmente não me sinto um herói. E eu não sinto que tenho super poderes. Mas se eu pudesse ter um, gostaria de poder voar. Acho que é o mais divertido para mim.

Qual é a sensação de ter apenas 22 anos e representar a fragrância de uma marca histórica?
Me sinto honrado. Profundamente lisonjeado e grato. Acho que tenho muito que aprender.

Muitos aspectos coexistem no perfume Ferragamo: tradição e inovação, concretude e criatividade, força e sensibilidade. Qual aspecto mais representa você?
Gosto de todos eles, mas tenho que ser honesto. Eu me sinto em equilíbrio entre todos esses aspectos. Acho que o melhor é pegar os melhores aspectos e inovar.

Na cena final da campanha do perfume Ferragamo, você se mostra confiante em quem quer ser. Quem você quer ser no traje de vida, herói?
Um dia sou uma pessoa e no dia seguinte sou outra. Eu ainda gostaria de ser eu mesmo, sem fazer o que a sociedade ou a família recomendam. Eu gostaria de ser a melhor versão de mim mesmo.

De quais aromas do perfume Ferragamo você mais gostou?
Eu gosto dos aromas cítricos. Eles são versáteis e adequados para todas as circunstâncias.

A campanha da fragrância é muito Hamlet. Você gostaria de atuar no teatro?
Eu gostaria muito de atuar no teatro. Embora continue a trabalhar com cinema (After Depois da Verdade) e TV, ao mesmo tempo gostaria de trabalhar no teatro no futuro.

Você se sente mais como ator ou modelo?
Eu me sinto mais como um ator porque sou muito apegado à atuação. Mesmo que eu trabalhe tanto como modelo quanto como ator e às vezes eu sinta os dois, no fundo sou um ator.

Você pode nos contar algumas curiosidades ou prévias sobre o filme After Depois da Verdade? Algumas coisas boas para seus fãs …
Essa é uma pergunta muito arriscada!! Eu não posso falar muito … Tudo o que posso dizer é que trabalhamos muito no personagem de Hardin Scott. Cavamos fundo para entender por que ele é do jeito que é. E acho que é isso que muitos fãs querem … Egoisticamente, Hardin sendo o personagem que interpreto, estou muito animado.

Quais são os seus planos para o verão?
Não tenho muitos para dizer a verdade. Acredito que diante do que está acontecendo no mundo, é melhor esperar e ver o que é certo fazer. Viva um dia por vez. Mas talvez eu pegue um bronzeado se houver algum sol na Inglaterra.

A sua família é muito ligada ao cinema e a ligação da grife Salvatore Ferragamo com o cinema também é muito forte. Você tem alguma lembrança de sua infância ligada à marca?
Minha mãe sempre foi fã da marca. Ela mesma me revelou quando comecei a trabalhar com Ferragamo.

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil

O mundo era um lugar muito diferente quando Nikolaj Coster-Waldau e Hero Fiennes Tiffin voaram para o Canadá para filmar The Silencing no ano passado. Coster-Waldau estava terminando de gravar a sétima temporada como Jaime “Kingslayer” Lannister em Game of Thrones da HBO, enquanto Fiennes Tiffin seguia seu papel de arrogante mercurial em After, a adaptação para jovens adultos de enorme sucesso.

Então, é claro, veio a pandemia, destruindo basicamente tudo sobre o mundo – incluindo o processo usual de promoção de um filme de suspense e cheio de estilo como The Silencing. Por necessidade, The Silencing chegará em cinemas selecionados e em vídeo sob demanda, estou conversando sobre isso com Coster-Waldau e Fiennes Tiffin de nossas respectivas quarentenas: Coster-Waldau na Dinamarca, Fiennes Tiffin na Inglaterra e eu na Califórnia.

Felizmente, The Silencing é exatamente o tipo de filme que deve fornecer uma distração bem-vinda para quem precisa de uma pausa do mundo real agora. Coster-Waldau interpreta Rayburn, um caçador aposentado que passa seus dias protegendo uma reserva natural e procurando a filha adolescente desaparecida, que todos supõem que esteja morta. Fiennes Tiffin interpreta Brooks, um jovem errante problemático com uma série de segredos. E quando o cadáver de outra adolescente é descoberto, os dois personagens acabam como protagonistas de um mistério cada vez mais tortuoso.

Aqui, Coster-Waldau e Tiffin falam sobre The Silencing, pintando seus dentes de marrom, e como é quando um diretor começa a brincar com uma arma no set:

Já se passou quase uma década desde que o roteirista Micah Rahnum escreveu o roteiro – e ganhou uma parceria – para The Silencing, mas vocês só se juntaram a este projeto nos últimos dois anos. Como esse script acabou chegando para vocês?

Nikolaj Coster-Waldau: Eu li anos atrás e achei um ótimo roteiro. Uma história muito simples, mas uma pequena reviravolta em uma história familiar. Começamos a procurar um diretor… e demorou um pouco, com as agendas se alinhando. E então eu vi o filme de Robin Pront, The Ardennes, que era tão bom e interessante e tinha algumas das qualidades que pensamos que seriam ótimas para isso.

Então era isso. De repente, aconteceu em uma reviravolta. Era um orçamento muito, muito baixo. Nós disparamos ao norte da fronteira, em Sudbury, Canadá. Excelente localização. Quando pesquisei Sudbury, uma das primeiras coisas que surgiram é que costumava ser um lugar onde as pessoas entendiam os efeitos da chuva ácida. Porque era uma grande cidade de mineração, e eles tiveram a pior chuva ácida do mundo. Literalmente, não sobrou vegetação, lá nos anos 70. Mas agora é lindo.

Hero Fiennes-Tiffin: Eu tinha acabado de promover o primeiro filme After. Eu deveria ir para casa, mas fui gentilmente convidado para o Met Gala. Tive um período intermediário em que voltaria para casa para um bom descanso de três semanas antes de voltar para Nova York. E de repente, isso apareceu, e se encaixou perfeitamente na programação – além de ser um papel no qual eu estava super interessado.

Rayburn é um verdadeiro sobrevivente, com uma reputação bem merecida por caçar e fazer armadilhas. Você tem alguma dessas habilidades?

NCW: Eu mesmo já cacei. Sempre gostei do ar livre. Mas Rayburn tem uma maneira muito específica de sobreviver. Ele usa uma garrafa de Jack Daniels para passar o dia. Eu nunca fiz isso. Obviamente, esta é a história de um cara que já estava bastante perturbado – mas perder sua filha cinco anos antes do filme começar o descarrilou completamente. Esse é um bom ponto de partida para um ator, se você pode começar de algum ponto extremo.

É difícil imaginar como as coisas poderiam ficar muito piores para ele, mas pioram.

NCW: Pelo menos ele tem um cachorro. Sempre há cachorros!

E Hero, espero que você não leve isso como um insulto, mas você não parece que seria o primeiro nome na lista a interpretar um adolescente viciado em drogas de Minnesota.

HFT: Foi tão bom fazer um papel tão diferente do papel de After. Mesmo sendo um papel coadjuvante, com um elenco tão bom… After é, você sabe, só eu e Josephine Langford, e esse foi o nosso primeiro filme. Então, ir e atuar com Nikolaj e Annabelle [Wallis] – em um papel completamente diferente que se encaixava perfeitamente na programação – foi apenas um sonho que se tornou realidade. Foi muito rápido, na verdade, mas funcionou perfeitamente.

Não vou estragar nada, mas é seguro dizer que Brooks tem alguns demônios. Como você conseguiu entrar na cabeça de um cara com tanto trauma?

HFT: Alguns papéis são emoções relacionáveis que você está retratando, e esse nem tanto, para mim. Então, fiz algumas pesquisas sobre traumas de infância e como isso afeta seu comportamento. Prescrições de opioides e problemas com drogas – isso era algo que eu definitivamente tinha que me educar com antecedência.

Mas essa é a diversão do trabalho, não é? Essa é a essência da atuação, quando você está tentando fazer algo mais longe de você. Quando exige mais. Quando te colocam na maquiagem e pintam seus dentes de marrom…

Os dentes marrons eram um toque muito bonito.

HFT: As pessoas ficaram meio hesitantes, saindo do After, para me deixar com um olho roxo e dentes sujos. E eu disse, “Vá em frente, pessoal! Vamos lá!” Foi sugestão do diretor, Robin Pront, e eu realmente gosto do visual que criamos.

Entre Brooks, Hardin Scott e o jovem Voldemort, você parece que está desenvolvendo um talento especial para personagens com um lado sombrio. É esse o tipo de papel que atrai você? Ou isso é apenas uma coincidência?

HFT: Eu sou tão novo nisso que ainda não sei realmente qual é a minha preferência. Eu gosto de fazer um pouco dos dois. Acho que você sabe no que é melhor ou para qual você é mais adequado. Até agora, tem sido menos dos personagens angelicais. Eu definitivamente quero continuar tentando os dois. Eu realmente não tenho um papel dos sonhos. Eu adoraria destruir algo como Indiana Jones ou James Bond, mas há tantos gêneros e filmes que amo. Não quero me colocar em uma posição em que tenho algo em que tenho que focar, porque simplesmente sei que há muito valor em todos os tipos diferentes de papéis que gostaria de desempenhar.

Original | Tradução e adaptação: Equipe Hero Fiennes Tiffin Brasil e After Brasil



Hero Beauregard Faulkner Fiennes Tiffin (Londres, 6 de novembro de 1997) é um ator e modelo britânico, conhecido por interpretar o jovem Tom Riddle em Harry Potter e o Enigma do Príncipe em 2009. Hero nasceu em Londres, Inglaterra, filho do roteirista George Tiffin e da diretora cinematográfica Martha Fiennes. Tiffin tem um irmão mais velho chamado Titan e uma irmã caçula chamada Mercy.
Saiba mais
Status do site

Nome: Hero Fiennes-Tiffin Brasil
No ar Desde: 06/11/2018
Equipe:  Conheça nossa equipe.
Visitas: |
Host: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy
O Hero Fiennes-Tiffin Brasil não tem qualquer ligação com o Hero, familiares, diretores e seu agente. Todo o material postado aqui é de propriedade de seus respectivos autores. Pedimos que se usarem algo da nossa autoria, como traduções, fotos ou qualquer outra coisa, por favor não esqueçam de creditar. Se você é dono de algum material que foi postado aqui e deseja que seja removido, entre em contato antes de tomar qualquer ação legal.

APARIÇÕES E EVENTOS ENSAIOS FOTOGRÁFICOS E CAMPANHAS FLAGRAS FILMES SÉRIES SCANS VARIADAS