Recentemente, Hero entrou para a família Salvatore Ferragamo como embaixador. Nessa trajetória de parceira, ele foi à jantares, participou de eventos, incluindo a Milan Fashion Week e o Met Gala, e há cerca de duas semanas, participou do desfile da marca em Florença, na Itália.

Confira: Hero Fiennes-Tiffin comparece ao MET Gala 2019

E agora, para colocar a cereja no bolo, foi divulgado a Campanha de Outono-Inverno 2019 da Salvatore Ferragamo, onde Hero fez sua estreia de ensaio fotográfico pela marca.

Confira abaixo a matéria do Just Jared sobre essa estreia, traduzida pela nossa equipe.

Hero Fiennes-Tiffin mantém a tranquilidade em um par de tons estilosos na campanha Outono-Inverno 2019 da Salvatore Ferragamo!

O ator de 21 anos, de Safe, estrela no novo ensaio que foi liberado na segunda-feira (24 de junho)

Veja também: SAFE: primeira série da Netflix com participação do Hero

Hero é a nova cara da marca, ao lado da modelo Liya Kebede e outros.

Os locais foram escolhidos pelo diretor artístico Paul Andrew logo após a apresentação do desfile em Milão, na Itália.

“Enquanto eu estava andando pela cidade todos os dias para me preparar para esse desfile, comecei a espiar as portas dos edifícios quando passava”, disse Paul. “Percebi que Milão é cheia de tesouros arquitetônicos ocultos — lindos pátios e entradas — que você não consegue ver da rua e resolvi mostrar alguns desses lugares secretos especiais em nossa campanha. Não muito diferente de Salvatore Ferragamo, Milão é um lugar de grande discrição, mas também de profunda sofisticação cultural e artística — o que me fez perceber que era o local perfeito para essa campanha.”

Caso você tenha perdido a novidade, a sequência de After, filme do Hero, foi oficialmente confirmada!

Matéria Original: Just Jared | Tradução: Caroline (Equipe Hero Fiennes-Tiffin Brasil)
Arquivado em Notícias

Nós conseguimos  a nossa tão suada indicação ao Teen Choice Awards 2019 nas categorias Choice Drama Movie com After, Choice Drama Movie Actor com Hero Fiennes Tiffin e Choice Drama Movie Actress com Josephine Langford! Muito obrigada por terem participado conosco dessa primeira parte do processo, conseguimos as indicações mas agora virá a mais importante: A VOTAÇÃO. Para votar e dar o prêmio do TCA para Josephine, Hero e After você deve fazer o seguinte:

OBS: Não é permitido votar para mais de uma categoria num mesmo tweet. Caso aconteça, o voto será anulado.

OBS2: Os tweets podem conter fotos, vídeos e gifs, porém os tweets com números e emojis também serão ANULADOS.

  • > Para votar pelo site do TCA (clique aqui), será preciso mudar o IP do seu computador para um IP dos Estados Unidos. Para fazer isso, você deverá baixar algumas extensões (neste caso, para Google Chrome) no seu navegador. Algumas são o Unlimited Free VPN  e ZenMate VPN. Após mudar o IP, é só entrar no site, logar pelo seu Facebook ou e-mail, procurar a categoria em que After, Hero e Josephine estão participando, e claro, VOTAR!

OBS1: Também só serão válidos 10 votos por dia num mesmo Facebook ou e-mail através do site.

As votações da Primeira Onda, onde as categorias de Choice Drama Movie, Choice Drama Movie Actor, Choice Drama Movie Actress concorrem, vão de 19 de Junho até 25 de Junho às 13h (horário de Brasília).

E aí, bora votar?

Arquivado em After, Indicações, Notícias, Premiações

Depois da longa turnê de divulgação do filme “After”, das gravações de seu mais novo filme, “The Silencing”, e também do seu primeiro Met Gala — convidado pela Salvatore Ferragamo — Hero mereceu suas férias.

Como um bom filho, retornou à Londres, para sua e casa e seus amigos, do qual temos certeza que ele estava morrendo de saudades. Já descansado e renovado, viajou para Itália com seu amigo e fotógrafo Evan Mock, sua agente Jamie Skinner, e mais outras pessoas, onde curtiu o verão italiano numa praia em Capri, que provavelmente rendeu muitas histórias para contar — e muitas fotos.

O que parecia uma simples viagem à lazer, acabou se desdobrando no talvez real motivo de Hero estar na Itália — um desfile da marca Salvatore Ferragamo. Dito e certo, Hero não só compareceu ao desfile, como foi o modelo responsável por fechá-lo, deixando nossa equipe inteira orgulhosa.

Seu desempenho no desfile foi notado pela renomada revista VOGUE, que dedicou um tempo para escrever uma matéria sobre o evento e sobre suas férias, que você pode conferir abaixo traduzida em primeira mão pela nossa equipe.

Na semana passada, a Salvatore Ferragamo revelou sua nova coleção de moda masculina primavera 2020 em Florença, na Itália. Foi uma demonstração de “primeiros”: o primeiro pelo o qual o designer Paul Andrew serviu como diretor de criação para homens e mulheres; a primeira vez que a marca do patrimônio abrigou uma apresentação de pista em sua cidade natal.

Para completar, o modelo britânico Hero Fiennes-Tiffin também fez sua estréia em Ferragamo nesta temporada. “Eu amo a paleta de cores que Ferragamo traz, e a atenção aos detalhes em todas as suas fivelas e acessórios”, diz ele. “Adorei as estampas nas camisetas e as roupas francesas com as quais eles estavam estilizados.” Antes do desfile, Fiennes-Tiffin foi para a ilha de Capri com seu amigo, colega de trabalho como modelo e fotógrafo de skate Evan Mock, californiano nascido no Havaí, para uma fuga da realidade que só tinha o propósito de abraçar la dolce vita.

Os dois amigos começaram a semana divertida com alguns passeios de barco na costa de Capri. Raios foram capturados, mergulhos foram tomados e muita massa (macarrão) foi consumida. Eles então foram para Florença para alguns passeios turísticos, o que provou ser um destaque em sua viagem. “A arquitetura em Florença está anos-luz à frente de qualquer lugar em que já estive em termos de beleza e design”, diz Mock. “A capacidade de passear pelas ruas da cidade foi incrível e algo que não estou acostumado a fazer, já que estou constantemente em movimento.” Fiennes-Tiffin acrescenta: “a cidade parece uma pintura e a comida é incrível.”

Chegando o dia do desfile, foi tudo muito apressado nos bastidores para ajustes finais com Fiennes-Tiffin e o resto do elenco de modelos. Enquanto isso, Mock estava na primeira fila da ação. Naturalmente, ele se deparou com outros VIPs em suas viagens, incluindo Cole Sprouse. Além de apoiar seu amigo Fiennes-Tiffin, Mock ficou claramente emocionado ao assistir ao show. Mocks diz: “Eu amo como Paul consegue encontrar um equilíbrio perfeito entre os looks do dia a dia e roupas mais formais que você pode usar para um bom evento”.

Abaixo, veja as fotos de férias da dupla, além de fotos do dia do desfile.

 

Matéria Original: Vogue| Tradução: Caroline (Equipe Hero Fiennes-Tiffin Brasil)
Arquivado em Destaque, Matérias

Hero Fiennes-Tiffin comparece ao MET Gala 2019

Na noite de ontem (06) aconteceu o Met Gala, evento anual que arrecada fundos para o departamento de moda do Museu das Artes Metropolitanas, em Nova Iorque, conhecido por reunir as maiores estrelas de Hollywood em trajes icônicos. Ele é organizado pela editora da Vogue, Anna Wintour, e teve como anfitriões: Lady Gaga, Harry Styles e Serena Williams.

O tema deste ano foi “Camp”, expressão americana usada para definir o amor por tudo aquilo que é extravagante, exagerado, não-natural.

O ator e modelo Hero Fiennes-Tiffin fez sua estreia no evento à convite da grife Salvatore Ferragamo, que também vestiu estrelas para o MET Gala pela primeira vez.

A Harpers Bazaar teve acesso exclusivo ao rascunho da roupa usada pelo artista, confira:

“Hero Fiennes-Tiffin, estrela de After, em sua primeira vez no Met Gala, foi vestido por Paul Andrew para a Salvatore Ferragamo em um terno preto elegante e uma camisa de babados azul, finalizando com cadarços em forma de gravata para combinar. Ele não parece arrojado?”

Arquivado em Artigos, Matérias, Notícia, Notícias

Anna Todd criou uma fan fiction do One Direction enquanto seu marido estava no Iraque – você pode culpá-la? Inspirada em Harry Styles, Todd escreveu um romance de boa-garota-encontra-bad boy, After, em seu telefone usando o aplicativo Wattpad, publicando um capítulo diário por mais de um ano. Frequentemente comparado à trilogia Fifty Shades ambos originários desse universo, After cresceu em uma série de cinco livros com 1.5 bilhão de leituras, disponível em 40 países.

Hoje esta história chegou as telonas, com a Australiana Josephine Langford interpretando Tessa Young, e o britânico Hero Fiennes-Tiffin como Hardin Scott. A Girlfriend se encontrou com os protagonistas em Los Angeles para conversar sobre o filme, One Direction e sua família famosa.

Quão conscientes vocês estavam do fenômeno After?

Josephine: Eu não fazia ideia de que existia bem debaixo do meu nariz. Eu acho que nós dois estávamos vivendo em cavernas!

Hero: Fiquei chocado ao descobrir quantas pessoas sabiam sobre isso, então estou muito animado com o fato de estarmos a bordo do projeto e levando a jornada ainda mais longe.

Suas redes sociais bombaram depois que você foi escalado. Como foi?

Hero: Inicialmente foi uma loucura e não fiquei online por alguns dias, embora a maioria das reações tenham sido positivas.

Josephine: Tive muita sorte quando fui anunciada porque todos me apoiaram muito e me disseram um milhão de vezes que eu pareço exatamente com Tessa.

Os livros After foram originalmente escritos como fan fiction de One Direction. Vocês gostam da banda?

Josephine: Eu acho que eles são bons, mas eu nunca parei para escuta-los, apesar de conhecer algumas de suas músicas.

Hero: Eu nunca salvei nenhuma das canções deles no meu celular, mas eu respeito e aprecio suas músicas. Muitas pessoas os amam, então eles claramente fizeram algo certo. Música é tão subjetiva.

Hero, você está interpretando uma encarnação de Harry Styles em After. Você já o conheceu?

Hero: Não. Eu aprecio como meu personagem foi inspirado nele no começo, mas chegou tão longe desde então. Eu não sei muito sobre Harry, mas, pelo que ouvi, ele não é realmente parecido com ele. Hardin tem uma personalidade própria.

Você tem muitas tatuagens no filme. Elas são verdadeiras?

Hero: Não tenho uma tatuagem sequer! Gosto delas, mas ficaria com medo de comprometimento – de permanentemente tê-las em minha pele pelo resto da vida. Vamos ver!

Vocês dois interpretam estudantes universitários em After. Vocês foram a faculdade?

Josephine: Não. Sempre quis ser uma atriz, então estou feliz com o caminho que escolhi.

Hero: Eu não fui porque fiquei com a ideia de me endividar por três anos. Não havia nada que eu quisesse fazer o bastante para ir para a universidade e a atuação estava indo bem. Eu queria colocar minha cabeça nisso e dar o meu melhor com minhas audições.

Vocês compartilham algumas características com seus personagens?

Josephine: Sou muito organizada, arrumada e motivada como a Tessa.

Hero: Gosto de pensar que sou tão confiante quanto Hardin. Acho que compartilhamos pontos de vista muito realistas, quase cínicos, sobre a vida. No geral, acho que somos mais diferentes do que semelhantes.

Vocês fizeram testes de química para seus papéis?

Josephine: Não. Na verdade nos conhecemos pela primeira vez no saguão do hotel em Atlanta, uma semana antes das gravações começarem. Fomos diretamente para um jantar, e no outro dia começamos os ensaios.

Hero: Seria difícil se não tivéssemos química – espero que tenha funcionado.

Vocês dois têm família no ramo cinematográfico (A irmã de Josephine está em 13 Reasons Why e os tios de Hero são atores britânicos). Suas famílias influenciaram vocês?

Josephine: Para mim, era apenas algo que eu sempre quis fazer. Nunca houve um filme ou um evento que me fez ir: Ah, tudo bem, é por isso que eu quero fazer isso. Eu nunca poderia me imaginar fazendo outra coisa.

Hero: Minha mãe é diretora e meu pai é escritor. Eles sempre me apoiaram muito, mas também me fizeram consciente de que nada é prometido e eu sempre deveria ter um plano B, então também trabalhei na indústria de alimentação porque eu amo cozinhar.

Meus tios sempre me dizem que estão lá se eu precisar conversar, mas não os vejo com frequência porque estão muito ocupados. Quando o faço, é mais interessante falar de coisas de família do que de trabalho.

Hero, você apareceu no filme final de Harry Potter como uma versão mais nova do Lord Voldemort de seu tio Ralph Fiennes. O quão divertido foi para você?

Hero: Muito. Voltar para a escola depois foi um pouco embaraçoso. Eu queria manter em segredo, mas minha professora disse à turma – por sorte foi legal, e meus amigos me apoiaram muito. Isso realmente não mudou minha vida drasticamente, a não ser que as pessoas começaram a me chamar de “Potter”.

Matéria Original: Girlfriend Austrália | Tradução: Paula Sales (Equipe Hero Fiennes-Tiffin Brasil)
Arquivado em After, Entrevista, Notícias
Por Christina Radish (15 de abril de 2019)

Dirigido por Jenny Gage e baseado no livro imensamente popular de Anna Todd, o drama romântico After segue Tessa Young (Josephine Langford), quem embarca em seu primeiro ano da faculdade como uma aluna dedicada e filha obediente, até sua colega de quarto convencê-la a experienciar o lado social da faculdade. Depois que um jogo de ”Verdade ou Desafio” é seguido por uma rejeição que intriga o misterioso britânico importado Hardin Scott (Hero Fiennes-Tiffin), os dois aprendem que possuem mais em comum do que jamais imaginariam, mas ao mesmo tempo, o segredo que Hardin está escondendo poderia rasgar qualquer chance que eles possuem de um amor real.
No dia de entrevistas para o filme em Los Angeles, Collider teve a oportunidade de sentar e conversar de 1 para 1 com o ator britânico Hero Fiennes-Tiffin sobre o apelo de interpretar esse personagem, assumir seu primeiro papel principal em um filme, o quão grato ele é pela devoção dos fãs da série de livro, gravar a cena do lago, os dias mais divertidos e desafiadores no set, como ele se aproxima de sua carreira, e as duas séries de TV que ele amaria ser um convidado.

Parece que esse é um daqueles personagens que, quando você lê o roteiro, qualquer um gostaria de interpretá-lo.
Exatamente, sim.

E você não estava familiarizado com a série de livros, nem sabia o quão popular eles eram?
Não, eu não estava. Eu uso a frase “vivendo sob uma rocha”, quando digo que não tinha ouvido falar sobre isso enquanto muitas outras pessoas o fizeram. Mas como você disse, o personagem é o tipo de personagem que qualquer um gostaria de interpretar, a qualquer momento, mas especialmente para o seu primeiro papel principal. Eu tive que interpretar um personagem tão complexo, problemático e misterioso, onde foi lentamente revelado por que ele é como é, ao longo do tempo para o público.

Este filme também lhe deu a oportunidade de fazer muitas coisas diferentes.
Sim, exatamente. Foi muito bom tocar uma variedade de emoções e fazer várias coisas. Com isso não apenas sendo um protagonista, mas meu primeiro protagonista, eu sinto que isso torna tudo mais divertido. Foi legal poder interpretar um personagem tão interessante.

Como se sente ao fazer seu primeiro protagonista? Isso foi algo que você sentiu pronto?
Eu sinto que é algo que você não pode estar preparado. Você apenas prepara o seu melhor e percebe que há algumas coisas que você não vai saber, até chegar lá e descobrir. Foi uma experiência muito divertida. Eu estava sempre pronto para mergulhar no fundo do poço e descobrir como passar pela experiência. Foi exatamente isso que fizemos e foi ótimo.

Como foi esse processo de audição, especialmente ter sido contratado antes mesmo de você saber quem seria a Tessa para o seu Hardin?
Eles contrataram Tessa dois dias antes de eu embarcar no avião para ir a Atlanta por dois meses. Uma mensagem de Jennifer Gibgot, uma das produtoras, apareceu com uma foto de Jo, que dizia: “Esta é Tessa, a propósito. Você a verá quando a conhecer e nos veremos daqui a dois dias.”Sinto que minha abordagem é muito grande, você recebe o que recebe e trabalha com ela. Eu me concentro mais nas coisas que eu tenho controle, como aprender as falas desde cedo, aprender o personagem de dentro para fora, e todas essas coisas. Então, você é apresentado à pessoa quem você fará o par e faz as coisas com o melhor de sua capacidade. Se todo mundo faz isso, é assim que você faz um bom filme.

Você teve um momento em que realmente sentiu que tinha pegado quem é Hardin Scott?
Eu não acho que houve um único momento, mas todos os dias, depois das filmagens, nós voltávamos para o hotel e tínhamos o que parece ser um tempo livre, mas de alguma forma conseguimos gastar muito disso apenas relaxando e conversando, fora do hotel ou no lobby. Apenas tendo Anna [Todd] lá, ela veio assistir a um dos nossos ensaios, e assim que chegamos ao fim, eu olhei para ela e ela estava em lágrimas. Obviamente, foi tão bom poder trazer sua história à vida para ela, e fazer bem. Espero que tenham sido lágrimas de alegria e não tristeza. Foi um bom momento em que percebemos: “Ok, estamos fazendo a coisa certa. Se ela está feliz, os fãs ficarão felizes.”

Como foi perceber que não só existe essa louca base de fãs para esses livros, mas que os fãs têm seu próprio nome, Afternators, e esses personagens têm nome de casal, Hessa?
Eu acho que talvez eu esteja dando um pouco de graça. No meu próximo projeto, eu vou dizer: “Onde está todo o apoio?” É tão incrível. Somos muito gratos por termos tantas pessoas nos apoiando. Eles pensaram: “Achamos que você é perfeito para o papel. Nós mal podemos esperar para ver o filme. Nós amamos o seu trabalho.” Isso é muito, muito gratificante e bom de receber. Talvez a gente não veja o lado do ódio, mas acho que temos sorte nesse sentido. Espero que eles continuem a sentir o mesmo, e que não assistam ao filme e mudem de ideia. Estou confortável por termos feito um bom trabalho.

No filme, Hardin parece que foi um pouco suavizado em comparação aos livros.
Eu acho que o jeito dele nos livros faz com que seja algo mais interessante, porém se você levar isso para a tela em 2019, é apenas uma coisa completamente diferente. É bom que todos, incluindo Anna [Todd] e Jenny [Gage], tenham reconhecido isso. Eu acho que foi importante fazer essas mudanças e embarcar juntos. Eu sinto que o jeito que foi adaptado tem sido muito bom e profissional.

Com este filme, muitas pessoas vão estar falando sobre a cena do lago, que é uma cena linda, mas parece que a realidade das filmagens pode ser mais desafiadora do que você esperava. Como foi gravar? Foi difícil passar pelo diálogo e não engasgar com a água?
Sim. A primeira vez que nós entramos, estava realmente quente e ensolarado, assim eu quis entrar. Era só um corpo agradável de água, em um dia realmente quente, úmido em Atlanta. Nós estávamos muito prontos para pular dentro. Depois de alguns dias, onde suas mãos estão enrugadas e você continua saindo, e você não seca porque você não trouxe uma toalha, nós apenas ficamos lá, congelando no chão. Ao todo, foi muito divertido. Havia algumas partes onde, quando estávamos conversando e prestes a nos beijar, eu estava usando nadadeiras porque eu poderia ficar em pé se eu fizesse isso. Se eu tivesse escorregado, teria me afogado, mas você tem que se adaptar. Era tão bom ter uma variedade de coisas para fazer, e a cena do lago era muito divertida. Ter que pisar a água e dizer as falas sem ar era definitivamente um pouco desafiador. Eu tive cãibra quando eu estava na ponta dos pés, duas vezes. Mas chegamos lá no final. Definitivamente teria sido menos legal, se eles escolhessem cenas e ângulos diferentes, mas parece bom.

Com uma cena como essa, você sentiu um senso extra de responsabilidade porque esse é um momento que os fãs do livro estarão esperando?
Sim. Tivemos muita sorte, na época, de não estarmos muito conscientes disso. No roteiro, há cenas muito impactantes e importantes, mas eu pessoalmente não pensei, na época, “Essa é uma cena que temos que fazer perfeitamente porque, se não for, os fãs vão pensar que é um filme diferente”. É bom ter essa liberdade e não sentir muita pressão lá.

Você esteve em todo o mundo com este filme.
Sim.

Como foi ouvir as reações em diferentes países? Você acha que as pessoas estão respondendo às mesmas coisas ou estão respondendo a coisas muito diferentes?
Eles respondem às mesmas coisas, mas em níveis diferentes. Alguns grupos de fãs são mais entusiasmados do que outros. Houve muitos gritos no Brasil e na Espanha. Na França, houve um pequeno grito, mas todo mundo era muito civilizado. É engraçado ver como diferentes fãs respondem de maneira diferente, em diferentes áreas. Em toda a linha, tem sido extremamente favorável. É muito gratificante ter um monte de pessoas dizendo: “Você é ótimo. Nós amamos isso. Obrigado.” É um bom impulso para o ego, por isso somos gratos a eles. Espero que, quando virem o filme, não mudem de ideia.

Qual foi o dia mais divertido no set?
Talvez o primeiro dia da cena do lago, apenas sendo capaz de pular nele, tenha sido o mais divertido. Nessa fase, estávamos muito confortáveis ​​com o elenco e a equipe, o que foi divertido de se fazer. E eu realmente gostei de todas as cenas em grupo. Nós passamos muito tempo juntos e nos conhecemos, então foi legal poder entrar no set e fazer o que estávamos fazendo juntos.

Houve um dia mais desafiador?
Houve um dia em que a maior parte do elenco estava toda em uma cena, e você tem que ter muitas cenas diferentes para obter cobertura de todos, então você tem que fazer a mesma cena muito emocional, de novo e de novo e de novo . Obviamente, você quer fazer o seu melhor quando está fora da câmera, para as outras pessoas se alimentarem, mas isso tem o seu preço. Você tem que ser bastante tático sobre onde você coloca todo o seu esforço e se certificar de que quando é sua chance, você acerta. Isso foi um desafio, mas é bom pular no fundo e testar a si mesmo.

Agora que você realizou seu primeiro projeto como protagonista, como descobrir qual é a próxima coisa? Você pensa muito mais sobre o que fazer a seguir, depois de fazer algo assim?
Eu sempre quis demonstrar vários papéis diferentes quando atuo e faço projetos diferentes, e nunca faço o mesmo. Quando me perguntam: “Qual é a sua coisa favorita para fazer, o personagem dos seus sonhos ou a história em que gostaria de se envolver?”, sempre deixei isso de lado porque quero fazer uma variedade de coisas. Não é como se eu estivesse pensando: “Tenho que fazer algo completamente diferente agora”, mas sempre tive consciência de demonstrar vários papéis. É bom ter isso em mente e agora estou ansioso para outras coisas, e também continuar contando essa história porque temos mais a dizer. Eu sou muito grato a Anna e a todos os envolvidos, por estar tendo uma experiência tão grande fazendo isso e agora estando em uma posição onde eu posso fazer outras coisas. Mais ofertas estão chegando, então você pode ser um pouco mais exigente e levar o seu tempo com isso. Eu sou eternamente grato a Anna e tudo relacionado a After, por essa posição que eu estou agora.

Você está de olho em filmes e projetos de TV?
Sim, filme e TV. Eu não sou de modo algum influenciado por um, mais do que pelo outro. Eu sinto que não tenho muita preferência. Com a TV, é apenas um processo mais longo, por isso você precisa ter mais certeza de que realmente quer se envolver nela por mais tempo do que seria com o filme. Você também não gostaria de fazer um filme em que você não queira se envolver. A mesma coisa se aplica. Então, eu não tenho muita preferência.

Existe um programa de TV atual que você adoraria fazer um convidado ou se apresentar?
Eu teria que dizer Game of Thrones.

Vai ter um spin-off, então ainda há uma possibilidade lá.
Ah sim? Eu nem sabia. Capaz. Eles não param, não é? Eu não faria, se fosse eles. Vou ter que falar com meu agente. Há também um programa chamado Top Boy, que é baseado em Londres, é tão bom. Então, Game of Thrones e Top Boy, eu definitivamente ficaria feliz em colocar no meu top dois. Isso seria tão legal.

Matéria: Collider | Tradução: Rebecca (Equipe Hero Fiennes-Tiffin Brasil)
Arquivado em After, Entrevista, Filme